Padre Fabio de Melo admite que tem “desejos como todos os homens”

Em entrevista ao TV Fama nessa quinta-feira, 2, Padre Fabio de Melo revelou que também sente desejos como qualquer outro homem.

Mesmo feito voto de castidade quando decidiu pela vida religiosa, ele disse que passa por situações que o obriga a se afastar de algumas pessoas.

“A autoflagelação não faz parte da minha rotina, nunca fez e nem faz parte da dos padres que eu conheço. Eu acho que a gente flagela outras coisas, que são na mente da gente, os pensamentos que às vezes nos desviam das nossas intenções. Eu, por exemplo, tenho muita honestidade com aquilo que eu sinto, então, se eu percebo que aquele relacionamento está abrindo porta para uma realidade que não me pertence, eu penso duas, três, quatro vezes antes de dar passo naquilo ali. Então, é claro que eu, como homem, tenho todos os desejos, como todos os outros, só que eu preciso enfrentar com as minhas responsabilidades, que são diferentes de um outro homem que não fez as mesmas opções que eu”,

detalhou ele que já namorou enquanto ainda era seminarista.

Leia também: 

Chega ao fim casamento de Sheila Mello com o ex-nadador Xuxa

Show de Mc Loma é cancelado por não estar matriculada na escola

Campanha de Dia dos Pais com Wesley Safadão é retirada do ar por empresa

Depressão e Crise de pânico

Fabio de Melo ainda lembrou o período que passou com crise de pânico e depressão e como as pessoas o veem erroneamente um padre como um ser diferenciado. Portando ele é um home como todos os outros.

“Eu sempre fui uma pessoa que sofreu muito. Minha vida foi sempre difícil. Nunca escolhi o papel de vítima. Nunca achei confortável isso e acho que a vida não me deve nada. Tudo o que enfrentei e enfrento, minhas dificuldade familiares, as pessoais, faço com resignação. Experimento as dores que são comuns de estarem ao meu lado. Quando tive a crise do pânico e o processo depressivo, me senti mais humano e mais próximo das pessoas. Às vezes tem gente que acha que padre não se entristece, mas não é verdade”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *